ENTREVISTA COM LEANDRO FERRARI

Conteúdo Exclusivo do www.gaitablog.zip.net em parceria com www.sobesom.com, não copie!

1)Pra quem ainda não sabe, o que significa Gaita Synth?

Criei esta expressão para definir um trabalho experimetal que comecei a fazer dentro de uma banda chamada Jam Pow! Sentia dificuldade no inicio de explicar tal sonoridade pois o som do instrumento havia sido sintetizado pelos pedais e filtros e já não soavam como o timbre original. Então descobri que já não era só mais uma gaita e sim um novo instrumento. Uso a expressão Gaita Synth pra não ter que explicar todo o processo para aquele novo som estar sendo produzido. A Gaita Synth não é um gênero musical e sim um novo instrumento, com uma nova textura e um novo timbre, e com a possibilidade de ser usada em vários estilos musicais. Pois eu acredito que cada vez mais a gaita vai ganhando espaço, se popularizando e ganhando respeito. Na verdade a Gaita Synth é simplesmente o fato de você usar efeitos e alterar o som original do instrumento, pois tudo que toco aprendi no Blues e no Rock. Talvez se algum dia as pessoas se acostumarem com tais sons, não seja mais necessário usar tal expressão. É o projeto da minha vida!

2)Alguém já fazia esse tipo de coisa com a gaita? Como você teve essa idéia da Gaita Synth?

Já sim, não sou o primeiro. Você pode ouvir gaitas com timbre modificado quando houve Sugar Blue, J J Milteau, Mad Cat (no cd GONE SOLO, ele simula um duelo entre Sony Terry e Jimi Hendrix), Jonh Popper, Júlio Rêgo. Mas tirando Jonh Popper todos são do blues e aí está a diferença. Passei não só a alterar o timbre do instrumento mas tentei freqüentar outras cenas (Pop, Eletrônico, Rock, Dub, Hip Hop) e passei a fazer um trabalho de pesquisa mesmo. Queria me interagir, entender, conhecer. No inicio fui convocado para trabalhar com uma sonoridade mais limpa dentro de estilos como Reggae e Pop na Jam Pow!, mas a banda foi se transformando e eu me senti na obrigação de contribuir com algo a mais. Como não tenho tanta intimidade com outros instrumentos como tenho com a gaita, resolvi dar continuidade ao trabalho do mestre Little Walter, que eletrificou a gaita diatônica e aproximou este instrumento ainda mais da guitarra. Alem de uma linha de raciocínio parecida com a guitarra, a gaita agora poderia evoluir tecnologicamente também. E olha que eu considero isso um marco na história da música e muita gente ainda nem faz idéia que isso seja possível. Por amor ao blues ela foi lenta em sua evolução e com razão, pois são tantos timbres insuperáveis, como Rod Piazza, William Clark, Little Walter, Kim Wilson. Mas naquele momento vi a possibilidade de experimentar isso fora do Blues. E passei a usar toda essa evolução tecnológica que vemos a disposição dos guitarristas, tecladistas e de quase tudo hoje em dia. Sempre gostei de todos estes estilos, não passei a gostar. Tinha vontade de fazer certos sons e me sentia preso tocando somente blues, me restou experimentar. E isso me possibilitou participar de grandes festivais, tocar para públicos de 30, 40 mil pessoas, sempre quis isto, e nunca achei que como gaitista não o faria. É indescritível ouvir o som da gaita amplificada nestas proporções, uma coisa tão pequena e tão poderosa. De alguma forma estava ali representando a gaita e gaitistas. Para me adaptar melhor, passei a trabalhar e estudar gaitas em afinações menores também, e que acabaram somando bem com os efeitos. Tais afinações são bem legais. Espero poder introduzir no mercado brasileiro, via Bends.

  3)Muitos gaitistas têm um certo preconceito quanto a usar pedais e coisas do tipo que modificam o som da gaita, imagino agora com todo esse som alternativo que você faz. Isto inclusive foi tópico de longa discussão entre os gaitistas. Você recebeu algum tipo de crítica dos gaitistas mais conservadores?

Sempre que algo de novo aparece está sujeito a criticas. Frank Zappa, Jimi Hendrix, e tantos outros já foram criticados, quem sou eu para não ouvir criticas. E sempre as ouço. Já ouvi criticas construtivas de grandes gaitistas que sempre me ajudaram a melhorar, pois nenhuma destas criticas eram feitas com a intenção de me fazer desistir das minhas idéias. Acho que certas discussões nunca chegam a lugar nenhum, tipo religião, gosto musical. As pessoas são diferentes e gostam de coisas diferentes. Quando se aceita isso, enquanto artista, fica mais fácil trabalhar. Uma coisa curiosa é que as criticas ruins sempre vieram de gaitistas e isso me lembra duas confissões que me fizeram dois grandes gaitistas brasileiros: O primeiro me disse uma vez que vendia bastante cds, para gaitistas, que sua grande luta era romper essa barreira e aí sim as coisas funcionariam melhor (ou seja, expandir mercado). O outro se queixava que poucos gaitistas freqüentavam seus shows pois seguia uma linha um pouco diferente, ou seja não tocava blues (mas os shows sempre estavam cheios). Gaitistas como Jonh Popper e SugarBlue sempre tiveram o mesmo problema, são aceitos por todos e às vezes por poucos gaitistas. Mas todos são músicos bem sucedidos e respeitados no meio musical!!!. ???!!! E aí!?! Acho que já perdi público por experimentar, mas ganhei muito mais. Uso a Gaita Synth não para agradar gaitistas e sim amantes de música.

4) Quem foi sua grande inspiração para resolver tocar esse lindo instrumento?

Foi uma longa jornada que começou com Beatles, passou pelo Bob Dylan e Evandro Meskita...rsss, chegou no Blues com o filme Crossroads, passou por vinis do Blues Etílicos (Flávio Guimarães) e por cds do Little Walter e chegou até minhas primeiras aulas com o Sérgio Duarte, quando resolvi me profissionalizar.
   
5)Você já pode viver só de gaita ou tem outros trabalhos?

Vivo só de gaita, através de shows, aulas, cursos e gravações. Já faz 13 anos que sou músico profissional e no começo foi difícil, contei com ajuda de meus pais até poder andar com as próprias pernas. Mas trabalhando sério com profissionalismo tudo é possível. E as chances das coisas darem certo pra quem faz o que gosta são maiores.

  6)Como foi pra você gravar com o Skank a música Vamos Fugir do Gilberto Gil, uma banda conhecida por todos de incrível apelo popular e ver sua gaita sendo tocada diariamente em todas as rádios do Brasil?

Foi bem bacana! Foi um trabalho bem simples, mas de alguma forma pude levar a gaita pra dentro da casa de pessoas que gostam, mas não conhecem bem este instrumento. E isso é popularizar. Conheci o Skank quando o Haroldo e o Henrique estavam produzindo o primeiro cd da Jam Pow! A música do Skank precisava ter uma cara bem “estrada” e eles se lembraram da gaita. Com poucas notas este instrumento já diz tanta coisa, e acho que deu esta cara pra música que eles queriam. Eu me preocupei no início por não poder mostrar um lado mais virtuose e tal, mas isso é bobagem, música não é só ser virtuose. Na verdade, músicos gostam de músicos virtuose. No geral as pessoas não sabem nem o que quer dizer a palavra virtuose. Eu acho que o cara tem que ser musical. Tocar pra banda e não pra si próprio.

7)Quais são seus SET-UPs(peladeiras/pedais) quando você toca com o Compadres MC´s? E quando você toca blues?

Uso Serrano Amps e estou trocando um Harp Emperor por um cabeçote de 50w, meus mics são um Eletrovoice 630 e um Bullet Tom Ellis. Quando faço som com o Compadres, e este foi o set-up da gravação do cd, utilizei: Moogfoogers Low Pass, Ring Modulator, Stage Phaser e Murf, Blues Driver Boss ou Tube Screamer Ibanez Vintage, Fuzz Factory Zvex, DL4 Line 6 (Delay), Pog (Octave Polifônico), Whammy II, Swell Flanger Ibanez, Rotomachine Line 6, FVH500 Volume e Expressão Boss e um POD XT pois uso set-up stereo. Mas quando quero usar um set-up menor levo: Blues Driver Boss ou Tube Screamer, DL4 (Delay), POG, Whammy II, Swell Flanger e levo ou o Pod XT ou um Serrano.  Para shows de blues com a cantora americana Rodica eu levo somente as gaitas normalmente. Sendo que tenho alguns trabalhos onde também uso gaitas limpas mas com alguns truques de estúdio para não perder o costume...rsss!

Quem conhece meu som sabe que admiro muito o guitarrista Tom Morello, e de uns tempos pra cá tenho observado cada vez mais que o legal é ter poucos pedais e usar e abusar do pouco que tem, acho que a criatividade aparece mais. Por isso tenho usado alguns pedais somente em estúdio.

8)Quanto ao seu trabalho com o Compadres MC´s qual é o objetivo? Você imagina uma balada rolando com o som do Compadres? Isso já acontece?

O projeto Compadres foi criado inicialmente pois eu estava sem banda, tava muito a fim de experimentar novas texturas em novos sons e aí me juntei ao MC Cubanito de Havana/Cuba (da banda BLACK SONORA), O raggamufin Pow MX (Lealsoundsystem), o baterista Glauco Nastácia (Tianastácia) e ainda contamos com vários colaboradores dentre eles: Rafael Carneiro (Paralaxe) e MC Diamondog de Angola. Tudo sobre a supervisão de Augusto Nogueira. Como vocês podem notar é um projeto e todos fazem parte de consagradas bandas mineiras. Mas tínhamos algo em comum que era a vontade de fazer um determinado som.  Aí montamos a banda Compadres MCs. Mas não temos o compromisso com o projeto que temos com nossos outros trabalhos, é um projeto que necessita de estrutura para ser bem executado e a principio se resume em um CD. O que vai rolar depois nós não planejamos nada, mas as pessoas têm baixado bastante nossas músicas e isso já nos deixa bem entusiasmados. Pretendemos fazer alguns shows quando tivermos tempo e for interessante para o projeto. Alguns DJs de BH têm executado o CD por aí, mas sinceramente não nos preocupamos muito com isso, queremos que tudo aconteça de forma bem natural.

  9) Foi fácil arrumar uma gravadora que aceitasse o som do Compadres?

Fizemos algumas cópias e esse trabalho de procurar gravadoras ou selos começou agora, mas é um CD que pode ter uma saída bem legal, pois tem uma linguagem bem atual. Se vai ser fácil, eu não sei, mas vários selos se interessaram pelo material. Espero encontrar um selo que tenha nossa cara também.

  10)Explica pra gente, na verdade você está lançando dois cds, um solo de blues e um outro com o Compadres. Aonde as pessoas podem comprar os teus cds?

Temos recebido vários emails perguntando onde comprar o CD. Bom este CD só será comercializado se conseguirmos algum selo ou uma boa distribuição, portanto como esse trabalho começou agora, sugiro que todos baixem as músicas na net pois disponibilizamos todo o cd, fato que poderá não rolar mais, se fecharmos com algum selo. Já temos alguns contatos e reuniões marcadas e estou entusiasmado. Em breve vamos disponibilizar a capa e a ficha técnica do cd também. O CD solo na verdade é uma coletânea que junta trabalhos do BATRAK (projeto de 2004 anterior ao cd COMPADRES), Comapdres MCs e inéditas. Não é um CD de Blues, mas se chamará Blues Overdrive. Uma brincadeira com as minhas raízes fundidas a Gaita Synth. Tentei deixar esta coletânea com mais cara de rock e procurei escolher as músicas que consegui esta postura e que representam bem meu trabalho com os pedais. A produção ficou por conta de Augusto Nogueira e Rafael Carneiro. Espero lança-lo no inicio do ano que vem. Pois este sim eu pretendo prensar e distribuir. Mas quem quiser pode ouvir algumas faixas em meu myspace, inclusive as novas.

11)Porque Saliva foi escolhida o carro chefe deste novo trabalho?

Saliva é uma das inéditas, que não saiu em CD algum. É uma parceria minha com o guitarrista e produtor Augusto Nogueira e sintetiza bem esse nome Blues Overdrive. É um drum'n bass misturado com rock, e pitadas de country-blues. Decidimos colocar uma letra minha de Blues, antiga, que sempre canto aqui em BH, “Don't Stop the Train (Mississipi Saxophone)”. E daí pintou a idéia BLUES OVERDRIVE. Ela tem um duelo de guitarra e gaita synth que é bom pois todos acham o som da gaita syhth muito próximo de uma guitarra e agora podem fazer a comparação na mesma música. Tem O Glauco Nastácia na bateria e o Augusto no baixo e guitarra. Faço voz, gaita synth, samplers e baixo synth. As pessoas podem ouvir a pré-produção da música Saliva no meu site da Trama. Tem uma chamada Skate Dub que é bem bacana também e inédita.

12)Quem arruma e customiza suas gaitas?

Atualmente, Márcio Abdo.

13)Não podia deixar de fazer essa pergunta, o que você achou das gaitas Bends? Quais você já experimentou?

Tive contato com uma Staccato, que alem de linda tem um som muito legal, tivemos eu e mais alguns gaitistas que fazer muita força para tentar quebrá-la...rsss. Mas o pessoal da Bends está testando seus produtos ainda e isso mostra o cuidado que eles tem em entrar no mercado com uma boa gaita.
   
  14)Pra quem ainda não usa pedais e não tem verba pra sair comprando vários, qual você recomenda que seja o primeiro a ser comprado para se iniciar nesse mundo dos experimentalismos com a harmônica?

Recomendo um POD da Line 6 ou um V. Amp da Behriger que são emuladores, oferecem vários efeitos e timbres diferentes dentro do mesmo equipamento, podem substituir um Amp em algumas situações, podem ser usados com fone pra não incomodar e tem o preço de 1 bom pedal analógico.
   
  15)Para terminar, eu sempre peço ao entrevistado que deixe uma mensagem a todos que estão começando a tocar gaita agora e por diversas razões não tem como ter aulas, ou por morarem em cidades longínquas ou por não terem realmente dinheiro para pagar as aulas.

Primeiro levem muito a sério este instrumento, pois apesar de pequeno e inocente, mudou a minha vida. Procurem estar sempre perto de bons músicos, ouvir sempre bons gaitistas, procurar a melhor referência possível. Hoje já existem bons métodos e vídeo aulas que podem ajudar, mas sempre que possível façam algumas aulas com um bom professor nem que você tenha que fazer uma viagem, por que não?! E se não der procure auxilio na net, bons blogs e sites estão ai pra te ajudar. Ajude da melhor forma possível fazer com que a harmônica seja um instrumento respeitado. E a profissão de músico também.

Muito obrigado Leandro, segue abaixo uma list de Links para que você acompanhe a carreira de Leandro Ferrari, considerado por muitos como o atual maior expoente da gaita mineira.

LINKS MP3:

http://www.myspace.com/harmonicasynth

http://www.myspace.com/compadresbh (COMPADRES MCs)

http://www.tramavirtual.com.br/artista.jsp?id=46796

http://www.tramavirtual.com.br/artista.jsp?id=49631 (COMPADRES MCs)

www.leandroferrari.com

Um abraço a todos, Leandro Ferrari.

<<<CLIQUE PARA VOLTAR AO GAITABLOG>>>

Veja também a entrevista feita com Jefferson Gonçalves Clicando Aqui


[ ver mensagens anteriores ] <%ENDIF%>

 

Este blog é uma central aonde você encontra notícias, lançamentos, dicas, vídeos, agenda dos eventos relacionados a gaita e muito mais!

Conheça também o Gaitanet, nele você encontra Dúvidas Frequentes, professores, gaitas, história, lições, básico, cifras. Confira!

Histórico
<%IF BLOG_ARCHIVE_LINK%> Ver mensagens anteriores

<%ELSE%> <%WHILE ARCHIVE_LINK%> <%VAR ARCHIVE_DATE_BEGIN%> a <%VAR ARCHIVE_DATE_END%>
<%ENDWHILE%>

<%ENDIF%> <%IFNOT CATEGORY_NAME='NULL'%> Categorias
Todas as mensagens
<%WHILE CATEGORY_NAME%> <%VAR CATEGORY_NAME%>
<%ENDWHILE%>

<%ENDIF%> <%IF BLOG_VOTE%> Votação
Dê uma nota para meu blog


<%ENDIF%> <%IFNOT BLOG_LINK_QTTY=0%> Outros sites
<%WHILE LINK_TITLE%> <%VAR LINK_TITLE%>
<%ENDWHILE%>

<%ENDIF%>

<%IF BLOG_RECOMMEND_BLOG%> <%ENDIF%>
<%IFNOT BLOG_ARCHIVE_PAGE%>
<%ENDIF%>
Google
Web gaitablog.zip.net

 

 

<%IF BLOG_ACCEPT_COMMENT%> <%ENDIF%> <%IF BLOG_OWNER_MOOD%><%ENDIF%> <%DEFINE POST_TEXT STRING NULL%> <%DEFINE POST_TITLE STRING NULL%> <%DEFINE POST_DATE STRING NULL%> <%DEFINE POST_USER STRING NULL%> <%DEFINE POST_DATE_HEADER STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_POST_QTTY INTEGER 0%> <%DEFINE CATEGORY_NAME STRING NULL%> <%DEFINE CATEGORYID_CURRENT INTEGER 0%> <%DEFINE CATEGORY_LINK STRING NULL%> <%DEFINE POST_CATEGORY_NAME STRING NULL%> <%DEFINE POST_CATEGORY_LINK STRING NULL%> <%DEFINE CATEGORY_CURRENT STRING NULL%> <%DEFINE URL_FEED STRING NULL%> <%DEFINE POST_FROM_MOB BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE POST_FROM_MAI BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_LINK_QTTY INTEGER 0%> <%DEFINE LINK_URL STRING NULL%> <%DEFINE LINK_TITLE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_NEIGHBOOR_QTTY INTEGER 0%> <%DEFINE NEIGHBOOR_URL STRING NULL%> <%DEFINE NEIGHBOOR_TITLE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_OWNER_NAME STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_CURRENT_DATE STRING NULL%> <%DEFINE ARCHIVE_DATE_BEGIN STRING NULL%> <%DEFINE ARCHIVE_DATE_END STRING NULL%> <%DEFINE ARCHIVE_LINK STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_ARCHIVE_QTTY INTEGER 0%> <%DEFINE BLOG_ARCHIVE_LINK BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_ARCHIVE_PAGE BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_ARCHIVE_LINK_URL STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_ID STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_SCRIPT_URI STRING NULL%> <%DEFINE POST_ID STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_EMOTICON_HEAD STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_EMOTICON_BODY STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_EMOTICON_FOOT STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_VOTE BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_RECOMMEND_BLOG BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_RECOMMEND_POST BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_ACCEPT_COMMENT BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE POST_HAS_COMMENT BOOLEAN FALSE%> <%DEFINE BLOG_TITLE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_TEXT_NO_COMMENT STRING Sem comentários%> <%DEFINE BLOG_TEXT_ONE_COMMENT STRING Um comentário%> <%DEFINE BLOG_TEXT_MORE_COMMENTS STRING Comentários%> <%DEFINE BLOG_COUNTRY STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_STATE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_CITY STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_DISTRICT STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_REGION STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_GENDER STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_AGE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_LANGUAGE1 STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_LANGUAGE2 STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_INTEREST1 STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_INTEREST2 STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_INTEREST STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_IM_TYPE STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_IM_ID STRING NULL%> <%DEFINE BLOG_OWNER_MOOD BOOLEAN FALSE%>